Laboratório Liber
 
  Seguindo a linha de pesquisa, o Liber, laboratório do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco, busca, através de tecnologia e parceiras, instrumentalizar a produção intelectual e viabilizar a transferência de informação para a sociedade utilizando-se de ferramentas hipermídicas e redes de alcance mundial. Sob a coordenação do professor Marcos Galindo, são desenvolvidos trabalhos voltados ao resgate e preservação da memória de documentos históricos e outros trabalhos no ambiente da Ciência da Informação. Além do Projeto Ultramar, o Liber ainda possui alguns outros projetos, como:

    Banco de Teses e Dissertações da UFPE
    Teses e dissertações produzidos na UFPE em formato digital para a disponibilização do pblico em geral.
    Pergunte a Pereira da Costa
    O projeto Pergunte a Pereira da Costa publica em formato digital os 10 volumes dos "Anais Pernambucanos" num total de 5.566 páginas. Contando com instrumentos que permitem buscas complexas, este sistema de difusão de alto desempenho e baixo custo permite a preservação, revitalização, gerenciamento e divulgação de uma das obras mais importantes da historiografia Pernambucana, contribuindo para a construção da memória social, política, econmica e cultural do Estado de Pernambuco.
    Arquivo Conselheiro João Alfredo
    O Projeto de Reorganização e Preservação do Arquivo Pessoal do Conselheiro João Alfredo fruto da iniciativa de alunos do curso de Biblioteconomia, que viram nesta iniciativa a oportunidade de realizar seus estudos e promover a difusão desta experiência no meio acadêmico.
    Monumenta Hyginia: Resgantando um Brasil Holandês
    Em 1885, por iniciativa do Instituto Arquelógico e Geográfico Pernambucano, fundado em 1862, em Recife e ainda em operação, que uma historiografia contemporânea, então focada nos estudos sobre o domínio holandês, teve início e grande interesse com a missão do pesquisador José Hygino Duarte Pereira (1846-1901) em arquivos dos Países Baixos, a qual se prolongara até o ano seguinte de 1886. O relatório da missão de Hygino fora então publicada na edição de 2 de setembro de 1886 do Diário de Pernambuco. O pesquisador José Hygino fez suas pesquisas tendo como fontes Arquivos dos Estados Gerais e no Arquivo da Companhia das Índias Ocidentais. E segundo José Honório Rodrigues, em citação ao Diário de Pernambuco de 22.12.2003, a Coleção José Hygino "se constitui no maior acervo de documentos sobre o Brasil Holandês fora da Holanda". É então, neste espírito empreendedor e memorial que o Laboratrio Lber-Virtus se propõe a desenvolver o projeto Monumenta Hyginia, o qual será uma ferramenta, já em desenvolvimento, que proverá acesso aos acervos Dagelijkse Notulen volumes 1 e 2, datando de 27 de Março a 31 de Dezembro de 1635 e 3 de Janeiro de a 23 de Setembro de 1636.
    Memórias do Golpe: O Brasil de 64 a 85
    O presente trabalho vem disponibilizar um vasto acervo de informaçõees históricas sobre o Brasil na época que compreende entre os anos de 1964 a 1985.
    A história dessa época produziu um farto material documental. Uma documentação que hoje é objeto de estudo de historiadores, antropólogos, pesquisadores interessados e que, na maioria da vezes, é de tão difícel acesso. O Acervo compreende arquivos do tipo texto, áudio (especialmente entrevistas do jornalista Samarone Lima) vídeo e imagem.